sexta-feira, 28 de junho de 2019

Movimentos sociais se unem para viabilizar lançamento do livro Um bispo contra todas as cercas em Porto Alegre no dia 1º de julho


Várias entidades se juntaram para viabilizar o lançamento do livro "Um bispo contra todas as cercas - A vida e as causas de Pedro Casaldáliga" em Porto Alegre (RS). O evento terá lugar no auditório do Sindicato dos Bancários. As entidades apoiadoras são:
Frente Brasil Popular
Comissão Pastoral da Terra (CPT) 
Cáritas Brasileira
Conselho Nacional das Igrejas Cristãs (CONIC)
Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)
Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (AGAPAN)
La Via Campesina
Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul (SINDJORS)
Sindicato dos Bancários de Porto Alegre (SINDBANCÁRIOS)
Associação Brasileira de Agroecologia (ABA)
Central Única dos Trabalhadores - CUTRS
Conselho Nacional de Segurança Alimentar (CONSEA)
Centro de Assessoria Multiprofissional - Escola de Cidadania (CAMP)

sábado, 4 de maio de 2019

Agenda de lançamentos Um bispo contra todas as cercas

Em 08 de maio, a partir das 18:30, lançamento no Rio de Janeiro. Apresentação do livro pela autora e debate com o pastor Mozart Noronha, o padre Ricardo Rezende Figueira, o ex-pároco da Igreja dos Capuchinhos Reimont Otoni e o professor de história, ex-deputado, Chico Alencar. Após o debate, haverá sessão de autógrafos com a autora. Local: livraria Leonardo Da Vinci, Av. Rio Branco, 185.
Em 09 de maio, às 19h, lançamento em São Paulo, com o padre Julio Renato Lancellotti e José Genoíno. Haverá debate, mediado por Paulo Pedrini, e sessão de autógrafos com a autora. Local: auditório da Apeoesp, praça da República, 282.
Em 10 de maio, às 19h, lançamento em Campinas, com os professores Arnaldo Lemos (PUC-Campinas) e Brenda Carranza (PUC-Campinas), e o padre Paulo Roberto Rodrigues. Após o debate, haverá sessão de autógrafos com a autora. Local: Centro Cultural Poveda, rua Dr. Quirino, 1733, Centro.
Em 11 de maio, às 15h, o projeto "O autor na praça" virá com o tema "Pedro e Paulo - Pilares da resistência". Eu, com meu livro sobre Dom Pedro, e o Ricardo Carvalho, biógrafo de Dom Paulo, estaremos por lá homenageando esses dois gigantes. Ao final do evento, será exibido o documentário "Cardeal da resistência - As muitas vidas de Dom Paulo Evaristo Arns". Haverá leituras, autógrafos das duas biografias, depoimentos, etc... Local: Espaço Plínio Marcos - Tenda na Feira de Artes da Praça Benedito Calixto, Pinheiros, São Paulo.
Em 21 de maio, às 19h, lançamento em Belo Horizonte, no âmbito do projeto "Sempre um papo". Local: auditório da Cemig, Av. Barbacena, 1200, Santo Agostinho.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Pedro Casaldaliga, um bispo feminista

Neste vídeo, Ana Helena Tavares une trechos de dois depoimentos que colheu em Goiânia há duas semanas. Um da professora Eunice e o outro do ex-padre Antonio Canuto, que é hoje secretário da coordenação nacional da Comissão Pastoral da Terra. Eles são parte do material que embasará o capítulo da biografia "Um bispo contra todas as cercas" no qual Ana Helena pretende sustentar que uma das cercas que Dom Pedro lutou para derrubar é que separa os direitos de homens e mulheres.


domingo, 6 de dezembro de 2015

Missa dos Quilombos foi um desafio de Dom Hélder a Dom Pedro, conta Pedro Tierra

No fim do mês de novembro, em Brasília, Ana Helena Tavares entrevistou Pedro Tierra (Hamilton Pereira), que falou por 1 hora e meia e disse que ainda tem mais a falar. Segue um trechinho de 3 minutos. Ele fala sobre a Missa dos Quilombos, produzida nos anos 80 logo após a Missa da Terra Sem Males. A 1ª era sobre os índios, a 2ª sobre os negros. Ele comenta que foi mais difícil pra Igreja aceitar a dos negros. "A Igreja matou a alma dos índios, evangelizando-os, mas salvou suas vidas físicas. Quanto aos negros... A igreja justificava a escravidão", diz.

sábado, 31 de outubro de 2015

ARENA 1, ARENA 2, e o afeto em tempos de ditadura

Trecho de entrevista de Rodolfo Cascão a Ana Helena Tavares para o livro "Um bispo contra todas as cercas", biografia de Dom Pedro Casaldáliga.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Sempre abaixo e à esquerda

Pequeno trecho de entrevista do padre Julio Lancelotti a Ana Helena Tavares sobre Pedro Casaldáliga.

sábado, 15 de agosto de 2015

Chico Alencar explica por que causas de Pedro Casaldaliga continuam atuais

Trecho de entrevista a Ana Helena Tavares. Reforma Agrária. Escravidão. Índios. Por que não resolvemos? Chico Alencar responde. Aguardem pela entrevista completa no livro. 


segunda-feira, 27 de julho de 2015

"Malditas sejam todas as leis!" Benditos sejam os grandes juristas



Antônio Modesto da Silveira e Fábio Konder Comparato também lutaram e lutam contra todas as cercas. Os juristas, conhecidos por serem grandes humanistas, deram depoimentos para a biografia de Dom Pedro. Modesto confirmou a verdade dos versos de Dom Pedro. "Malditas sejam todas as leis amanhadas por umas poucas mãos para ampararem cercas e bois e fazerem a terra escrava e escravos os humanos". As leis são feitas pelos grandes, para os grandes? "Mas é claro!", concordou o advogado e ex-deputado que, para exemplificar, contou uma história do tempo em que era parlamentar. Já Comparato, muito ligado à Igreja Católica, preferiu se valer de três leis bíblicas, as quais segundo ele só Dom Pedro e poucos cumprem. Aguardem o livro.

terça-feira, 2 de junho de 2015

Pedro e o valor do silêncio

Foto de Dom Pedro Casaldáliga sentado em sua casa, tirada em 2006, enviada para este blog por Telma Araújo, que trabalha de voluntária na prelazia de São Félix.
Ela diz que aprendeu com ele o valor do silêncio. Uma vez ouviu dele uma frase que nunca se esqueceu: "É no silêncio que reside minha resistência e minha esperança".
E você também quer dar seu depoimento? Tem fotos dele? Entre em contato por aqui ou pelo e-mail anahelenart@hotmail.com

Foto: Telma Araújo

sábado, 30 de maio de 2015

A ternura e o vigor de Pedro Casaldáliga, por Leonardo Boff

Segue neste vídeo trecho de entrevista de Ana Helena Tavares com Leonardo Boff. Nesta parte, Boff começa lembrando da luta de Pedro Casaldáliga em defesa dos direitos das mulheres, diz que ele abraçou, com ternura e vigor, causas universais, logo atemporais, e termina colocando o bispo entre os três grandes nomes da Igreja. São 4 minutos, o que equivale a 10% da conversa que durou 40 minutos. Aguardem para conferir esta e outras entrevistas completas no livro "Um bispo contra todas as cercas".


terça-feira, 21 de abril de 2015

Caminho sem volta



Como a autora deste projeto conheceu Dom Pedro e por que se encantou? Conheceu-o em 2012, quando cruzou o Brasil de ônibus para ir à sua casa em São Félix do Araguaia entrevistá-lo para seu livro sobre a ditadura. Não é possível estar diante dessa figura fisicamente magra, já fragilizada pelo Parkinson, e que depois dos 80 anos ainda tem sua cabeça a prêmio, sem se encantar com sua fortaleza de alma e sua lucidez que chega a constranger. Para Ana Helena, não seria possível ter saído da casa dele vendo-o lhe puxar pelo braço e dizendo em seu ouvido "nunca abandone as causas da vida" e depois abandoná-las. Não dava. Ir ao Araguaia, para quem clama por justiça, é um caminho sem volta. Ana Helena saiu de lá com a certeza que sua vida tinha tido um divisor de águas. No vídeo acima, trecho da entrevista.